Capa » VOZES DA MEMÓRIA » Ieda Seixas

Ieda Seixas

Ieda Seixas

Ieda Seixas, funcionária pública aposentada

Filha de Joaquim Seixas, um dos responsáveis pelo justiçamento de Albert Boilesen, financiador e instrutor de torturas na OBAN. Em abril de 1971, aos 24 anos, Ieda foi levada de casa, junto com a mãe, Fanny, e a irmã, Iara, para a sede da Operação Bandeirantes, em São Paulo. Lá já estavam presos seu pai, Joaquim, e o irmão, Ivan, ambos militantes do Movimento Revolucionário Tiradentes (MRT). Ieda ficou presa um ano e meio. Assim como seus familiares, foi torturada por integrantes dos órgãos de repressão. Fanny, Iara e Ieda ficaram presas por um ano e meio. Depois de libertadas, Irineu reuniu-se a elas para voltarem a viver juntos, “mas mesmo assim ele sempre ficou um pouco relegado, porque nossa grande preocupação era com Ivan, que continuava preso”, diz Ieda.