Capa » VOZES DA MEMÓRIA » Rioco Kayano

Rioco Kayano

Rioco Kayano

Rioco Genoino Kayano – Artista Plástica

Paulista, estudante de Letras, era militante do Partido Comunista do Brasil (PC do B). Em 1972, aos 24 anos, seguiu para a região amazônica para lutar na guerrilha do Araguaia. Foi presa pouco depois de chegar a Marabá, no Pará. Torturada, permaneceu na cadeia por dois anos. Esteve presa na “Torre das Donzelas” no mesmo período que Dilma Rousseff. Desde 2001, Rioco faz parte do grupo de bordado coletivo Teia de Aranha, onde se reúne semanalmente com mais sete mulheres para realizar trabalhos manuais. Além de produzir painéis e bordados, elas realizam oficinas em bairros de periferia e no sertão de Minas Gerais para moradores de rua e para o Movimento dos trabalhadores Sem Terra (MST).